quarta-feira, 22 de junho de 2011

O Grande Evento




 Foi nesse momento de concentração, que a visão surgiu nítida, como um filme em terceira dimensão. Divisei o globo azul de (Planeta Terra) IURANCHA, o orbe caminhava pelo espaço, em busca do seu destino, uma aura negra e ameaçadora envolve-o quase que completamente, é o resultado de séculos de atividade psíquica deletéria por parte de suas sucessivas civilizações, ao longo da história. O grande portal está para ser transposto, e então, tudo estará consumado. De todos os quadrantes circunvizinhos partem em direção ao planeta adoentado, raios de vibração positiva, jatos de puro amor cósmico, como que a tentar atenuar o sofrimento físico que se aproxima para aqueles indefesos e também irresponsáveis seres humanos. 

Centenas de milhares de naves estelares se avizinham da superfície, e se colocam em posição de alerta prontas para a ação a qualquer momento. A terra cambaleia como um bêbado acha-se agora fora de órbita, e a mercê dos elementos, envolvida em trevas que parecem eternas, gases asfixiantes envenenam a atmosfera, a atividade vulcânica é intensa, terremotos violentos sacodem todo o planeta, os oceanos se revoltam, e não querem permanecer em seus domínios.

As calotas polares aceleram o seu processo de derretimento, é a conseqüência do aumento de temperatura, provocada pelo efeito estufa. A elevação do nível dos oceanos provoca consideráveis alterações na configuração geográfica do litoral dos continentes, imaginem os desastres causados entre as populações das cidades costeiras. Países inteiros submergem em menos de 24 horas. Aterrorizadas, as populações voltam-se para as religiões, mas estas, alicerçadas em falsos dogmas e não tem respostas convincentes para as perguntas dos seus fiéis, e abandonadas por estes, desabam como castelos de cartas. Falsos líderes surgem então, a cada momento e se auto-intitulam o cristo, e me vem então à memória às palavras do grande Avatar.

“Eu vim em meu próprio nome e em nome de meu pai, e vós não me recebestes, outros virão em meu nome e vós os recebereis”.


Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir